Arquivo de hematidrose

Dia do Médico: São Lucas e o Juramento de Hipócrates

Posted in Cinema, Cristandade, Cultura, Santidade with tags , , , , , , , , , , on 18/10/2010 by ehlsinore

 

 

Medalhão de São Lucas na Igreja de São Francisco de Paula na Barra da Tijuca (Rio de Janeiro, RJ), obra do escultor bahiano Hildebrando Lima.

 

18 de outubro foi escolhido como “Dia dos Médicos” por ser uma data na qual se faz memória do evangelista Lucas, o “amado médico” segundo São Paulo (Col 4, 14).

De tal associação já dava testemunho, entre outros, a Universidade de Pádua na qual o registro mais antigo do início do ano letivo em 18 de outubro, em homenagem a São Lucas, proclamado patrono do “Colégio dos filósofos e dos médicos”, é de 1463 (Portal da  Família).

Diz a tradição que São Lucas, convertido do paganismo ao cristianismo, era médico.

No mundo do Império Romano, onde teve início a grande aventura cristã, ser médico era coisa de grego e tais aspectos culturais estão presentes no Evangelho por ele transmitido, o qual reproduziria a pregação de São Paulo,  o Apóstolo dos Gentios, a quem acompanhou em várias de suas viagens.

Assim, p. ex., dos quatro Evangelhos é em Lucas o grego mais bem escrito e, não tendo participado do grupo dos 12, precisou recorrer a quem testemunhara diretamente os fatos narrados, tendo para isso se servido dos modelos historiográficos consagrados por Heródoto e Tucídides, como já deixa marcado no prólogo  de seu Evangelho. Embora sendo personagem do que vem a seguir, essa mesma preocupação está presente na redação dos Atos dos Apóstolos, os quais teria escrito para dar continuidade aos eventos do Evangelho.

Outro detalhe importante nesses escritos se ligaria justamente ao seu ofício de médico: a atenção aos aspectos da humanidade física de Jesus manifestada, entre outros elementos, na conservação de certos dados só presentes em seu relato, como é o caso do suar sangue de Jesus no momento de sua oração em Getsêmani (Lc 22, 39-46), pouco antes de ser aprisionado e dos eventos da Paixão, revelando a grande tensão na qual se encontrava. O que Lucas descreve é o  fenômeno da hematidrose: a ruptura de pequenos vasos sanguíneos localizados abaixo das glândulas sudoríparas, provocando a saída desse sangue, misturado ao suor, pelos poros do corpo. Rara, a hematidrose, é passível de ocorrer quando se é submetido a forte stress mental.

O aspecto desse tremendo stress, indicado pelo suar sangue,  não poderia passar desapercebido de Mel Gibson, o qual na sua Paixão de Cristo busca precisamente realçar a humanidade do Cristo, como se vê na cena abaixo.

Juramento de Hipócrates

“Eu juro, por Apolo médico, por Esculápio, Hígia e Panacea, e tomo por testemunhas todos os deuses e todas as deusas, cumprir, segundo meu poder e minha razão, a promessa que se segue:

Estimar, tanto quanto a meus pais, aquele que me ensinou esta arte; fazer vida comum e, se necessário for, com ele partilhar meus bens; ter seus filhos por meus próprios irmãos; ensinar-lhes esta arte, se eles tiverem necessidade de aprendê-la, sem remuneração e nem compromisso escrito; fazer participar dos preceitos, das lições e de todo o resto do ensino, meus filhos, os de meu mestre e os discípulos inscritos segundo os regulamentos da profissão, porém, só a estes.

Aplicarei os regimes para o bem do doente segundo o meu poder e entendimento, nunca para causar dano ou mal a alguém.

 

Manuscrito bizantino do século XI no qual se acha escrito o Juramento Hipocrático em forma de cruz (Biblioteca Vaticana).

 

A ninguém darei por comprazer, nem remédio mortal nem um conselho que induza a perda. Do mesmo modo não darei a nenhuma mulher uma substância abortiva.

Conservarei imaculada minha vida e minha arte.

Não praticarei a talha, mesmo sobre um calculoso confirmado; deixarei essa operação aos práticos que disso cuidam.

Em toda casa, aí entrarei para o bem dos doentes, mantendo-me longe de todo o dano voluntário e de toda a sedução,

 

Manuscrito alemão de 1595 do Juramento hipocrático guardado na National Library of Medicine (EUA). O juramento acha-se aqui em dois idomas: grego na coluna da esquerda, latim à direita. Hippocrates. Ta euriskomena ... Opera omnia … Para uma tradução mais próxima do original feita pelo médico Alexandre Feldman clique na imagem.

 

sobretudo dos prazeres do amor, com as mulheres ou com os homens livres ou escravizados.

Àquilo que no exercício ou fora do exercício da profissão e no convívio da sociedade, eu tiver visto ou ouvido, que

não seja preciso divulgar, eu conservarei inteiramente secreto.

Se eu cumprir este juramento com fidelidade, que me seja dado gozar felizmente da vida e da minha profissão,

honrado para sempre entre os homens; se eu dele me afastar ou infringir, o contrário aconteça.”

(Extraído do site do Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo, CREMESP, o Juramento de Hipócrates)

 

Os trabalhos de Hipócrates, um grego do século V a.C., e de seus seguidores constituíram um marco na história da medicina ocidental, pois partindo da observação detalhada do paciente, passa-se a buscar um estudo mais objetivo das doenças, vendo-as como uma luta entre a força curativa da natureza e as causas que perturbam o estado fisiológico.

A partir de Hipócrates, ainda, fundamentam-se as bases da ética médica, como se vê no Juramento Hipocrático. No juramento, datado possivelmente do séc. IV a.C., o médico, como vimos acima, comprometia-se a usar a medicina em benefício dos pacientes; manter confidencialidade sobre os fatos ocorridos com seus pacientes; conservar em segredo os conhecimentos médicos, exceto para os seus pares; não manter relações sexuais com os pacientes e não administrar substâncias que poderiam levar à morte ou provocar efeitos abortivos.

O Corpus Hipocraticum, escritos, atribuídos a Hipócrates e seus discípulos, começaram a ser reunidos na Biblioteca de Alexandria, a partir do século III a.C.

A arte é longa, a vida breve, a ocasião fugaz, a experiência vacilante, o juízo difícil. Não basta que o médico faça por sua vez quanto deve fazer, se por outro lado não coincidem ao mesmo objeto, os assistentes e as circunstâncias exteriores restantes.

(Corpus Hipocraticum)

Hino das Laudes

Cantamos, hoje, Lucas, teu martírio, / teu sangue derramado por Jesus,

os dois livros que trazes nos teus braços

e o teu halo de luz.

Levado pelo Espírito, escreveste / tudo o que disse e fez o Bom Pastor,

pois aos sermões de Cristo acrescentaste

os seus gestos de amor.

De Pedro e Paulo registraste os atos, / e do povo fiel a comunhão,

quando unidos em preces pelas casas, / iam partindo o pão.

De Paulo foste o amigo e companheiros,

ouviste de seu peito as pulsações; / faze vibrar no mesmo amor Cristo

os nossos corações.

Médico santo, cura os nossos males, / leva ao aprisco o pobre pecador;

dá que no céu sejamos acolhidos / pelo próprio Senhor.

São Lucas, rogai por nós.

Oração

Ó Deus, que escolhestes São Lucas para revelar em suas palavras e escritos o mistério do vosso amor para com os pobres, concedei aos que já se gloriam do vosso nome perseverar num só coração e numa só alma, e a todos os povos do mundo ver a vossa salvação. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso filho, na unidade do Espírito Santo. Amém.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.