Arquivo para novembro, 2010

Ontem, sábado véspera do 1º Domingo de Advento, como em 27 de novembro de 1830…

Posted in Cristandade, Manifestações Religiosas, Santidade with tags , , , , , , , , , , , , , on 28/11/2010 by ehlsinore

… quando ocorreu a 2ª e mais importante aparição da Virgem Maria à jovem noviça Catarina Labouré (a anterior se deu em 18 de julho do mesmo ano), quando lhe recomenda a confecção de uma medalhinha que o povo logo a alcunhou de “Medalha Milagrosa”. Disse-lhe a Virgem:

Fazei cunhar uma medalha conforme este modelo, disse Nossa senhora. As pessoas que a trouxeram com confiança receberão muitas graças, sobretudo se a trouxeram ao pescoço.

O que então experimentei e aprendi naquele momento é impossível explicar” ( Santa Catarina Labouré)

 

"Este globo que vês representa o mundo inteiro (...) e cada pessoa em particular... Eis o símbolo das graças que derramo sobre as pessoas que mas pedem."

 

Capela das Apariçoes na "Rue du Bac" em Paris, França. À esquerda o corpo de Santa Luísa de Marillac, fundadora das "Filhas da Caridade de São Vicente de Paulo", à direita o corpo de Santa Catarina Labouré.

Vigília de Oração pela Vida Nascente

O Advento é o momento da expectativa pela Vida Plena que brota no Natal e, no Rio de Janeiro, como diz o titular da Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, Dom Orani João Tempesta, “É preciso falar de paz“: “É preciso, mais uma vez, fazer nascer nos corações de todos os homens e mulheres de nossa querida cidade o anseio mais profundo de todos os seres humanos: Paz. É preciso que se ouça novamente na terra o grito, o forte clamor aos homens de boa vontade” (artigo completo: www.arquidiocese.org.br).

Assim, se a Vigília celebrada na Basílica de São Pedro e nas demais dioceses pelo mundo, como prelúdio ao Advento, neste sábado que precedeu o 1º domingo do Advento, assume as realidades locais, em nossa arquidiocese essas duas

Dom Orani João Tempesta, arcebispo do Rio de Janeiro.

horas de oração tornam-se de  intercessão pela cidade e pelo estado nesse momento tão difícil e dramático da vida de nosso povo:

“Que Deus ilumine a todos na busca da Paz para o nosso querido povo desta cidade maravilhosa, para que o seja ainda mais. Que o Senhor nos abençoe e nos guarde e faça reinar a paz em nossas fronteiras! Que a benção de Deus penetre em todos os corações, todas as casas, todas as situações e traga a paz! Temos esperança e certeza de que, em unidade, tempos novos nascerão destes momentos e confiamos que o nosso povo, que é forte, saberá continuar testemunhando a sua fé com esperança e vivendo a caridade. Que todos sejam um!”, encerra Dom Orani.

Anúncios

Beleza e Verdade ao início do dia e em todas as horas: igrejas de Ravena e cantochão

Posted in Cristandade, espiritualidade, Senso Religioso with tags , , , , on 17/11/2010 by ehlsinore

 

”]

Cadastro de Medula Óssea: doar é simples e salva vidas!

Posted in Ação Solidária, Dica with tags , , , , on 15/11/2010 by ehlsinore

Passo a passo para se tornar um doador

(clique nos links para informar-se a respeito)


Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea (REDOME), criado em 1993 e coordenado pelo INCA desde 1998. O REREME – Registro Nacional de Receptores de medula Óssea (2004) e o RENACORD – Registro Nacional de Sangue de Cordão Umbilical (2008) também estão sob a responsabilidade direta do CEMO/INCA.

Banco de Células de Sangue de Cordão Umbilical (BSCUP), projeto elaborado em 1999 e inaugurado em 2001, iniciou suas atividades em 2002.


Perguntas e Respostas sobre Transplante de Medula Óssea

O que é medula óssea?

Qual a diferença entre medula óssea e medula espinhal?

O que é transplante de medula óssea?

Quando é necessário o transplante?

Como é o transplante para o doador?

Como é o transplante para o paciente?

Quais os riscos para o paciente?

Quais os riscos para o doador?

O que é compatibilidade?

O que fazer quando não há um doador compatível?

O que é o REDOME?

Doação de Medula Óssea

Quantos hospitais fazem o transplante no Brasil?

Quantos transplantes o INCA faz por mês?

O que a populãção pode fazer para ajudar os pacientes?


Deodoro da Fonseca e a Proclamação da República: o início do novo regime

Posted in Dica with tags , , , , , , , on 15/11/2010 by ehlsinore

Um dos mais importantes sítios da História recente do país, a Casa Histórica de Deodoro, um sobrado localizado no número 197 da Praça da República, esquina com Rua Azevedo Coutinho, está sob responsabilidade administrativa do Museu Histórico do Exército. Além de servir de residência para o Marechal Deodoro da Fonseca, proclamador da República Brasileira, foi na Casa Histórica de Deodoro, chamada assim desde 1889, que foi decidido o primeiro Ministério Republicano, no dia 09 de novembro de 1889 (maiores detalhes clicar na imagem e em Casa Histórica de Deodoro).

Clicar abaixo para acessar em bela edição a revista digital sobre a Casa Histórica de Deodoro (CHD), extremamente didática e informativa. Parabéns aos seus editores e realizadores!

http://www.publiceditora.com.br/chd/deodoro.html

Casa onde residiu o Marechal Deodoro da Fonseca, hoje Casa Histórica de Deodoro, sede do Instituto de Geografia e História Militar do Brasil (Foto: Blog do Vander Dissenha, 13/05/2009).

Os dons do Espírito Santo, a Vocação e João Paulo II: Não tenhais medo!

Posted in João Paulo II, Santidade with tags , , , on 11/11/2010 by ehlsinore

 

Primeira aparição pública de Karol Woytila (18/V/1920 - 2/IV/2005) como o Papa João Paulo II: 16/X/1978

“Não tenhais medo! Abri, escancarai as portas a Cristo! Ao Seu poder salvífico abri os confins dos Estados, os sistemas económicos como também os políticos, os vastos campos da cultura, da civilização e do desenvolvimento. Não tenhais medo!”

(Domingo, 22/X/1978)

Clipe produzido pela Comunidade Canção Nova com o hino da JMJ Toronto (“Jornada Mundial da Juventude” em Toronto), no Canadá, em 2002: Light of the World (Lumière du Monde).

Senado homenageia, dia 9, D. Eugênio por seus 90 anos

Posted in Educação, Homenagem, Inclusão Social with tags on 09/11/2010 by ehlsinore

O cardeal-arcebispo do Rio, D. Eugenio de Araujo Sales, em missa que antecedeu a entrega do Premio Sao Sebastiao, da arquidiocese, no Palacio S. Joaquim, na Gloria, zona sul do Rio de Janeiro (RJ). 03/XI/2000 - Foto: Antonio Gauderio/Folha Imagem.

(da matéria de Helena Daltro Pontual / Agência Senado e da Enciclopédia Viva)

O Senado homenageia, no período do expediente que antecede a sessão plenária desta terça-feira (9/XI/2010), às 14h, o cardeal Dom Eugênio Sales, arcebispo emérito do Rio de Janeiro, pelos seus 90 anos de vida. O requerimento solicitando a homenagem é do senador João Faustino (PSDB-RN).

“Idealizador das comunidades eclesiais de base e da Campanha da Fraternidade, Dom Eugênio também ficou conhecido por ajudar perseguidos políticos durante o regime militar.

O senador João Faustino diz, no requerimento da homenagem, que o cardeal é uma das figuras mais proeminentes da Igreja Católica e ‘tem relevantes serviços prestados ao povo brasileiro’. O parlamentar destaca, entre as

Senador João Faustino (PSDB-RN)

atividades de Dom Eugênio, a criação do Movimento de Educação de Base e, com ele, as escolas radiofônicas; a criação dos primeiros sindicatos rurais; a defesa de refugiados políticos; a criação de centros de atendimentos a portadores de AIDS e a criação da pastoral carcerária.”

1920 – nasce na Fazenda Catuana, em Acari (RN), no dia 8 de novembro . De família muito católica, realizou seus primeiros estudos em Natal (RN), indo, posteriormente, para Fortaleza (CE), onde cursou filosofia e teologia.

1943 – ordenado sacerdote em  em Natal.

1954 – nomeado pelo papa Pio XII, é ordenado bispo aos 33 anos em 1º de junho e toma posse em  15 de agosto como bispo auxiliar de Natal. Entre as várias iniciativas à frente da diocese implanta o Serviço de Assistência Rural, as escolas radiofônicas e a Emissora de Educação Rural, lançando as bases para a educação de adultos no Nordeste e promovendo a sindicalização rural.

1962 – administrador apostólico da arquidiocese de Natal, iniciando na quaresma deste ano a Campanha da Fraternidade em âmbito local,  com a adesão de outras três dioceses do Rio Grande do Norte.

1963 – a Campanha da Fraternidade é reeditada e atinge 16 dioceses do Nordeste, sendo em dezembro assumida pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e tornando-se nacional já no ano seguinte.

1964 – administrador apostólico da arquidiocese de Salvador.

1968 – arcebispo de Salvador e primaz do Brasil (isto é, arcebispo da diocese mais antiga do país), tendo se destacado, entre outras atividades, pela assistência às populações do Recôncavo Baiano.

 

Brasão cardinalício de Dom Eugênio, encimado pelo galero (chapéu eclesiástico) púrpura de trinta borlas, utilizado outrora pelos cardeais e caracterísitico de tais brasões. O lema ( “Impendam et Superimpendar”) é uma alusão à frase de São Paulo (2 Cor. 12, 15): Ego autem libentissime impendam et superimpendar ipse pro animabus vestris. Si plus vos diligo, minus diligar? (Quanto a mim, de bom grado despenderei, e me despenderei todo inteiro, em vosso favor. Será que, dedicando-vos mais amor, serei, por isto, menos amado?).

1969 – feito cardeal pelo papa Paulo VI.

1971 – arcebispo do Rio de Janeiro, função em que permaneceu até 2001, quando se aposentou. Desde então é arcebispo emérito. Neste período criou a Pastoral do Menor, a do Trabalhador e a da Terceira Idade, entre outras, e também o Instituto Pró-Família, a Casa do Padre (chamada “Cardeal Câmara”, que dá acolhimento a sacerdotes idosos e aposentados) , os centros de atendimento aos meninos de rua e os ambulatórios para portadores do vírus da Aids, prostitutas e mendigos.

1972 a 2001 – acumula a função de bispo dos fiéis de Rito Oriental do Brasil. e, no período, atua como membro de 11 congregações na Cúria Romana.

Atuou na defesa da ortodoxia católica, o que o levou a se opor à Teologia da Libertação de cunho marxista.  Entre 1976 e 1982, agiu na defesa de refugiados políticos não só do Brasil, mas também dos regimes militares latino-americanos, tendo montado, então, uma rede de apoio a esses refugiados, abrigando-os, primeiramente, na sede episcopal (Palácio São Joaquim) e depois em apartamentos alugados com essa finalidade. Contou com apoio da Cáritas brasileira e do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados para financiar essa estadia, até conseguir asilo político a essas pessoas em países europeus.

Clique aqui para ler a entrevista concedida por Dom Eugênio Sales à Canção Nova em 2006, pouco antes da visita do Papa Bento XVI ao Brasil.

Veja mais em Missa pelos 90 anos.

 

A atualidade de Chesterton em duas palestras no Rio de Janeiro

Posted in Cultura, Educação, espiritualidade, Evento, Inclusão Social, Pensamento Social, Senso Religioso with tags , , , , , on 02/11/2010 by ehlsinore

O Centro Interdisciplinar de Ética e Economia Personalista (CIEEP), em parceria com o G. K. Chesterton Institute for Faith & Culture da Seton Hall University, promoverá essa semana duas conferência sobre o escritor inglês G. K. Chesterton (1874-1936), ministradas pelos professores Pe. Ian Boyd C.S.B. e Dermot Quinn.

No dia 5 de novembro de 2010 (sexta-feira) às 19h30min a palestra ‘Santo Tomás de Aquino, G. K. Chesterton e o Pensamento Social Distributista’, no Instituto Filosófico e Teológico do Seminário São José de Niterói, na Rua Dr. Genserico Ribeiro, nº 59, São Lourenço, Niterói, RJ.

No dia 6 de novembro de 2010 (sábado) às 09h30min a palestra ‘G. K. Chesterton e O que há de Errado com o Mundo?’, no Faculdade de São Bento do Rio de Janeiro, na Rua Dom Gerardo, nº 42, Centro, Rio de Janeiro, RJ.