Archive for the Etnicidade Category

PATRIMÔNIO E PRESENÇA CRISTÃ NA FORMAÇÃO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO

Posted in Brasilidade, Cristandade, Cultura, espiritualidade, Senso Religioso with tags , , , , , , , on 27/03/2015 by ehlsinore

Convite - 27mar2015 Palestra UNIRIO

Convite para a edição 2015 do Projeto de Extensão da UNIRIO: “Igrejas Históricas do Rio de Janeiro: descobrindo e revelando os seus acervos”.

1º momento: Abertura e Palestra PATRIMÔNIO E PRESENÇA CRISTÃ NA FORMAÇÃO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO (Prof. Manuel Rolph Cabeceiras) – dia 27 de março (sexta feira) na UNIRIO;

2º momento: VISITA GUIADA (Profª Márcia Valéria Rosa) às Igrejas Coloniais da Ordem Terceira do Carmo e da Santa Cruz dos Militares no centro do Rio de Janeiro (rua Primeiro de Março) – dia 11 de abril (sábado).

A CRUZ E A REDE DE DORMIR: palestra na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), dia 6 de maio

Posted in Brasilidade, Cristandade, Cultura, Etnicidade, Identidade with tags , , , , , on 01/05/2014 by ehlsinore

palestra_a_cruz_e_a_rede_de_dormir

Documentos Oficiais da Igreja contra a escravidão

Posted in Alteridade, Cristandade, Cultura, Diversidade, Estado e Igreja, Etnicidade, Identidade, Inclusão Social, Papado, Pensamento Social with tags , , , , , , , , , , on 03/01/2013 by ehlsinore
Santos, negros e católicos, o cristianismo abraça a todos, rompendo as barreiras do mundo, fazendo todos nós irmãos na mesma Fé, filhos do Deus Uno e Trino!  Na terra Igreja militante, sinal da Igreja triunfante no céu!

Santos, negros e católicos, o cristianismo abraça a todos, rompendo as barreiras do mundo, fazendo todos nós irmãos na mesma Fé, filhos do Deus Uno e Trino! Na terra Igreja militante, sinal da Igreja triunfante no céu! Dica da postagem e do portal “Apologistas Católicos” de Luíza Hernandez, grato.

1 – Em 13 de Janeiro de 1435, através da bula Sicut Dudum, o papa Eugénio IV mandou RESTITUIR À LIBERDADE os cativos das ilhas Canárias.

2- Em 7 de setembro de 1462, o papa Pio II (1458-1464) deu instruções aos bispos contra os tratamentos dos negros proveniente da Etiópia condenando o comércio de escravos como magnum scelus (grande crime)

3- Em 1537, o papa Paulo III (1534-1549), através da bula Sublimus Dei (23 de Maio) e da encíclica Veritas ipsa (9 de Junho), lembrava aos cristãos que os índios “das partes ocidentais, e os do meio-dia, e DEMAIS GENTES”, eram SERES LIVRES POR NATUREZA.

4- Em 1571 Tomás de Mercado, TEÓLOGO DE SEVILHA, declarava DESUMANA E ILÍCITA A TRAFICÂNCIA DE ESCRAVOS. Em sua Summa de TRATOS Y CONTRATOS, este autor afirmava não haver justificativa para negócio tão infame.

5- O papa Gregório XIV (1590-1591) publicou a CUM SICUTI (1591) condenando a escravidão.

6- O papa Urbano VIII (1623-1644), também se pronunciou contra a escravidão na COMMISSUM NOBIS (1639).

7- O papa Bento XIV (1740-1758) na Bula IMMENSA PASTORUM escreveu: “…recebemos certas notícias não sem gravíssima tristeza de nosso ânimo paterno, depois de tantos conselhos dados pelos mesmos Romanos Pontífices, nossos Predecessores, depois de Constituições publicadas prescrevendo que aos infiéis do melhor -modo possível dever-se-ia prestar trabalho, auxílio, amparo, não descarregar injúrias, não flagelos, não ligames, NÃO ESCRAVIDÃO, não morte violenta, sob gravíssimas penas e censuras
eclesiásticas…”

8- O papa Gregório XVI (1831-1846) ao publicar a bula IN SUPREMO (1839) condenou a escravidão da seguinte forma: “Admoestamos os fiéis para que se abstenham do desumano tráfico dos negros ou de quaisquer outros homens que sejam…”

9- Em 1888, o Papa Leão XIII, na encíclica IN PLURIMIS, dirigida aos bispos do Brasil, pediu-lhes apoio ao Imperador (Dom Pedro II) e a sua filha (Princesa Isabel), na luta que estavam a travar pela abolição definitiva da escravidão.

Detalhe: Houve três papas africanos que vieram de uma região do norte da África, onde os povos eram predominantemente negros. Embora não haja nenhum retrato autêntico destes papas, há desenhos e referências na Enciclopédia Católica a respeito de serem africanos. Os nomes dos três papas africanos são Vencedor ou Victor, Gelasius , e Melquiades ou Miltiades.

Para citar:


VIANA, Marina. Documentos Oficiais da Igreja contra a escravidão. Disponível em: < http://www.apologistascatolicos.com/index.php/magisterio/documentos-eclesiasticos/decretos-e-bulas/506-documentos-oficiais-da-igreja-contra-a-escravidao>. Desde 27/03/2012

Inaugurada nova exposição permanente do MAI e aberto concurso público na área de museus

Posted in Brasilidade, Cultura, Dica, Educação, Identidade, Patrimônio with tags , , , , , , , , , on 29/01/2010 by ehlsinore

Niterói (RJ): Percursos do Tempo – Revelando Itaipu em EXPOSIÇÃO no Museu de Arqueologia de Itaipu (MAI)

Em 27/10/2010 (4ª feira) às 19h, com coquetel, foi inaugurada a nova exposição permanente do Museu de Arqueologia de Itaipu (MAI) reabrindo o espaço da antiga capela do Recolhimento de Santa Teresa onde se pode ver a mostra (na foto parcial diurna das ruínas do Recolhimento focalizando a entrada da capela).

Visitação: 3ª a 6ª feira das 10h às 17h;  sábados, domingos e feriados: das 9h às 17h.
Visitas orientadas: segunda a sexta, 9h às 17h.

Museu de Arqueologia de Itaipu – Setor Educativo
Praça de Itaipu, s/n – Itaipu – Niterói-RJ
Telefones: (21) 3701.2994 / 3701.2966

Mais sobre a exposição que revela os traços da ocupação humana em Itaipu e suas manifestações culturais desde a Pré-história brasileira até os dias atuais, passando pelo período de existência do Recolhimento criado em 1764: www1.museus.gov.br

Ainda sobre MUSEUS, concurso público: o IBRAM (Instituto Brasileiro de Museus), órgão do Ministério da Cultura que administra museus em todo o país, anuncia concurso público para selecionar profissionais (níveis médio e superior completos) a fim de preencher 294 vagas em várias cidades do Brasil.

Os salários variam de R$ 2.133,22 a R$ 3.012,82. Os cargos disponíveis são: Assistente Técnico I, Analista I, Técnico em Assuntos Educacionais e Técnico em Assuntos Culturais.


ATENDIMENTO A CANDIDATOS – TELEFONES:
(61) 3328-5331 / (21) 2621-0966

Período de inscrição:
Internet: 21/01/2010 – 10:00 até 23/02/2010 às 23:59h.
Agências dos Correios: 25/01/2010 até 17/02/2010 (vide editais e programa).


Homenagem aos 50 anos de Villa Lobos

Posted in Brasilidade, Cultura, Etnicidade, Identidade, Música with tags , , , , , , , , , , on 24/11/2009 by ehlsinore

Heitor Villa-Lobos em foto de Arnold Newman (maio de 1959)

Trenzinho Caipira é uma composição do maestro Heitor Villa Lobos (Rio de Janeiro, RJ, 05.03.1887 – Rio de Janeiro, RJ, 17.11.1959), parte integrante da sua obra Bachianas Brasileiras nº 2.  A peça se caracteriza por imitar o movimento de uma locomotiva através dos instrumentos da orquestra.

À melodia o músico Edu Lobo fez um arranjo  e acrescentou-lhe letra  a partir da adaptação  de um poema de Ferreira Gullar (originalmente integrado em seu Poema Sujo), acolhendo a indicação do próprio poeta, expressa em seus versos,  de tal acompanhamento musical, e nessa forma passou a ser denominada…

Trenzinho do Caipira:

“Lá vai o trem com o menino / Lá vai a vida a rodar / Lá vai ciranda e destino / Cidade noite a girar / Lá vai o trem sem destino / Pro dia novo encontrar / Correndo vai pela terra, / vai pela serra, vai pelo mar / Cantando pela serra do luar/ Correndo entre as estrelas a voar / No ar, no ar, no ar “

Abaixo a peça original interpretada pela Orquestra Sinfônica de Londres sob a regência de Sir Eugene Goosens.